Categoria: Sotecnisol Power & Water

Energia solar…sem Sol

Energia solar…sem Sol

O Neutrinovoltaico é um sistema capaz de produzir energia solar sem sol.

A solução desenvolvida pelo Grupo Neutrino Energy parece ir de encontro à resolução dos problemas da sazonalidade da produção de energia.

O neutrinovoltaico utiliza todas as partículas de radiação não visível que chegam continuamente do espaço exterior, bem como da hidroeletricidade que é criada de forma artificial.

O grupo germano-americano desenvolveu um metamaterial de camadas dopadas de silício e grafite. A radiação invisível chega a este material nano revestido e faz vibrar os átomos. Posteriormente, essas vibrações atómicas são otimizadas horizontal e verticalmente através da estruturação geométrica das camadas de grafite e silicone, e amplificadas até poderem ser removidas da superfície como uma corrente elétrica contínua.

O seus criadores afirmam que com uma película de alta performance revestida com o princípio neutrinovoltaico, e com apenas uma superfície do tamanho de uma folha A4, já podem ser entregues mais de 2,7 watts.

Para saber mais acerca deste tema: https://neutrino-energy.com/

Fonte: https://pplware.sapo.pt

Seis razões para levar a energia solar fotovoltaica para a Agricultura

Seis razões para levar a energia solar fotovoltaica para a Agricultura

A maturidade da energia solar fotovoltaica faz com que cada vez mais instalações agrícolas usem a energia solar para sistemas de bombeamento e irrigação como a melhor solução de autoconsumo.

As soluções de alta qualidade tecnológica e industrial permitem que haja uma suficiência solar em qualquer sistema de rega, uma vez que a instalação pode ser dimensionada para garantir a energia necessária à extracção do fluxo de água exigido pela exploração.

Estas são as principais razões para apostar em energia solar nas instalações agrícolas:

  1. A factura de energia da rede é drasticamente reduzida.
  2. São sistemas silenciosos, com praticamente nenhuma manutenção.
  3. A amortização do investimento ocorre num prazo muito curto.
  4. A cobertura energética fica garantida.
  5. A instalação é rápida e fácil.
  6. É compatível com qualquer tipo de bomba que já esteja instalada.

As instalações agrícolas poderão melhorar significativamente as suas margens, reduzindo os custos de energia e garantindo a sua autonomia energética, para além de garantir um preço fixo de geração muito menor do que o das compras à rede.

Contacte a Sotecnisol Power & Water para mais informações: https://www.sotecnisol.pt/power-water/

 Elaia - Lagar do Painho - Avis

Imagem: Instalação Sotecnisol P&W na Elaia – Lagar do Painho – Avis (347,76 kWp)

Fonte: https://www.energias-renovables.com

29 de Maio – Dia Nacional da Energia

29 de Maio – Dia Nacional da Energia

O Dia Mundial da Energia, celebrado a 29 de Maio, foi criado em 1981 com o objectivo de fazer cidadãos e empresas reflectir sobre a importância do uso eficiente da energia.

As boas práticas podem começar pela mudança de pequenos hábitos quotidianos, contribuindo para um melhor ambiente – e economizar na conta de electricidade!

Em Portugal, o consumo de energia tem estado em transformação, mas o caminho é longo e tem sido percorrido de forma mais lenta do que o desejável.

Encontramo-nos num processo de transição energética para progressivamente abandonar as fontes fósseis, eletrificando os consumos e promovendo uma matriz de produção elétrica tão “verde” quanto possível.

Mas os números actuais mostram que Portugal continua com uma grande dependência do exterior, a mobilidade nas estradas é feita sobretudo a gasóleo e a produção de eletricidade é hoje mais “verde”, mas não dispensa as fontes fósseis importadas como rede de segurança.

Instalação da Sotecnisol Power & Water na ELAIA

A Sotecnisol Power & Water tem implementado soluções de eficiência energética junto dos seus clientes, das quais destacamos:

  • Aproveitamento de fontes de energia renovável para utilização no processo ou para produção de eletricidade
  • Aproveitamento de fluidos térmicos para produção de eletricidade
  • Isolamentos térmicos
  • Redes de fluidos térmicos
  • Redes de vapor
  • Redes de gás
  • Caldeiras para produção de vapor
  • Fornalhas para produção de ar sobreaquecido
  • Secadores industriais
  • Bombas eficientes
  • Motores eficientes
  • Iluminação eficiente
  • Películas solares para redução dos ganhos térmicos em Edifícios de Serviços
Instalação da Sotecnisol Power & Water na Contiforme
Instalação da Sotecnisol Power & Water na Contiforme

O que são e como funcionam os painéis solares fotovoltaicos?

O que são e como funcionam os painéis solares fotovoltaicos?

Os painéis solares fotovoltaicos são estruturas usadas para a produção de energia elétrica a partir da luz solar.

Os painéis solares fotovoltaicos fazem parte do sistema solar fotovoltaico, que também é composto por um conversor de corrente em corrente alternada, um gerador e um quadro elétrico.

Os painéis solares fotovoltaicos são compostos por células solares, feitas de materiais semicondutores como o silício. São as chamadas células fotovoltaicas. Quando as partículas da luz solar (fotões) atingem os átomos desses materiais, provocam o deslocamento dos eletrões, criando-se uma corrente elétrica.

A eletricidade gerada pelas células solares fotovoltaicas é CC (corrente contínua), sendo necessário passar por um conversor, para ser convertida em CA (corrente alternada).

Sotecnisol Power & Water instalam sistema solar fotovoltaico na Moda21

Uma vez que é desejável que os painéis solares estejam sempre expostos ao Sol, são instalados tendo em conta a variação do ângulo de incidência da luz solar ao longo do ano. Por isso são montados numa posição inclinada.

Um sistema solar fotovoltaico tem uma durabilidade de cerca de 25 anos.

As soluções da Sotecnisol Power & Water ao nível dos Sistemas Solares Fotovoltaicos permitem à sua empresa produzir e consumir a sua própria energia, e assim, reduzir os custos.

A Sotecnisol Power & Water é atualmente um dos principais instaladores de sistemas solares fotovoltaicos, encontrando-se vocacionada para dar resposta às solicitações mais complexas das empresas e indústrias no que diz respeito a projectos de sistema solares.

Aprovada Portaria para Edifícios NZEB

Aprovada Portaria para Edifícios NZEB

A legislação que regula o desempenho energético dos edifícios, e que tem como objectivo aplicar a norma NZEB (Nearly Zero Energy Buildings) ao parque edificado nacional, foi aprovada no Parlamento.

A Portaria 98/2019, de 2 de Abril, foi publicada em Diário da República e vem alterar a Portaria 349-B/2013, de 29 de Novembro.

Esta portaria define que os novos edifícios, cujo licenciamento ocorra a partir do dia 1 de Janeiro de 2021, devem ser progressivamente NZEB
(Nearly Zero Energy Buildings).

Um edifício NZEB deve conseguir ser eficiente, sem desperdícios energéticos, e capaz de produzir a sua própria energia de forma local, barata, renovável e não poluente, levando a que se obtenham benefícios na economia familiar e nacional e a uma melhoria da qualidade ambiental.

Fonte: Idealista.pt

Trata-se de edifícios com formas de captação local de energias renováveis que possam cobrir grande parte do remanescente das necessidades energéticas previstas, de acordo com os modelos do REH e do RECS, de acordo com as seguintes formas de captação:

  • Preferencialmente, no próprio edifício ou na parcela de terreno onde está construído;
  • Em complemento, em infraestruturas de uso comum tão próximas do local quanto possível, quando não seja possível suprir as necessidades de energia renovável com recurso à captação local prevista especificamente para o efeito.
NZEB – Nearly Zero Energy Buildings


Fonte: Edifícios e Energia; APCMC; Idealista.pt

Tratamento de Lixiviados

Tratamento de Lixiviados

Da deposição de resíduos em aterros sanitários resulta, inevitavelmente, a produção de lixiviados.

A recolha, armazenamento e tratamento adequados dos lixiviados são ações necessárias e obrigatórias para a prevenção e controlo da poluição das águas (superficiais e subterrâneas) e do solo, subjacentes ao aterro sanitário.

O tratamento de lixiviados de aterro sanitário por sistemas de membranas – osmose inversa – é a solução técnica e económica mais adequada, permitindo cumprir os parâmetros legais de descarga direta em meio hídrico do efluente tratado.

A tecnologia da osmose inversa baseia-se em membranas semipermeáveis, pelas quais a água pode passar mas iões e moléculas maiores – como substâncias orgânicas – ficam retidas e são rejeitadas. Assim, o lixiviado é separado em duas correntes, uma de água limpa (o permeado) e uma outra de um rejeitado (o concentrado): a força motriz deste processo é a pressão de operação. Esta deve ser mantida mais alta que a pressão osmótica, a qual por sua vez depende da quantidade total de sólidos dissolvidos no lixiviado.

LixiviadosVantagens do tratamento por osmose inversa:
• Solução (técnica / económica) mais eficaz para descarga direta no meio hídrico;
• Adaptação rápida a novas situações (alterações na composição do lixiviado);
• Rápido arranque e paragem do sistema;
• Elevado nível de automação;
• Elevada disponibilidade do sistema;
• Montagem em Skid ou em contentor;
• Construção modular – grande flexibilidade.

Com a sua marca WATERLINX, a Sotecnisol Power & Water já implementou mais de 20 unidades de tratamento de lixiviados, em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente através de:

  • Fornecimento de soluções completas e ambientalmente sustentáveis
  • Tratamento de águas lixiviantes – sistemas contentorizados à medida de cada cliente, com recurso a tecnologias de Ultrafiltração e Osmose Inversa.

 

Conheça-nos melhor aqui.

 

 

O biogás

O biogás

O biogás é o gás produzido a partir da decomposição da matéria orgânica (resíduos orgânicos) por bactérias.

Na geração de energia do biogás, ocorre a conversão da energia química do gás em energia mecânica por meio de um processo controlado de combustão.  Essa energia mecânica activa um gerador que produz energia eléctrica.

Normalmente, o biogás é composto por 60% de metano, 35% de dióxido de carbono e 5% de uma mistura de hidrogénio, nitrogénio, amoníaco, ácido sulfúrico, monóxido de carbono e oxigénio, mas dependendo das condições da matéria orgânica, pressão e temperatura durante a fermentação, o biogás pode conter entre 40% a 80% de metano.

É visto como um possível substituto do gás natural.

Vantagens do Biogás:

  • É uma fonte renovável de energia, já que é produzido a partir de resíduos humanos.
  • Se instalado em propriedades rurais, pode ser uma fonte de rendimento para os agricultores, que podem vender o biogás ou obter um retorno financeiro pela geração de energia eléctrica.
  • Pode substituir o GLP (gás liquefeito de petróleo), um derivado de petróleo importado.
  • Dependendo da utilização final, não é necessária a sua purificação, removendo-se apenas os líquidos condensados ao longo das vias de captação e distribuição.
  • É um importante substituto para os combustíveis derivados de petróleo (gasolina e diesel).

Desvantagens do Biogás:

  • O seu sistema de armazenamento é complexo e de valor elevado.
  • Implica a emissão de Dióxido de Carbono (CO2).
  • A quantidade de energia gerada pelo biogás não é constante, variando ao longo do período de produção.

 

20120904_192855
Biogás em ETAR

IMG00163-20111215-1403
Biogás em ETAR

2013-05-29 14.10.53
Biogás em ETAR

2013-05-29 14.13.29
Biogás em ETAR

20120904_155503
Biogás em ETAR

20120904_152904
Biogás em ETAR

2013-05-29 14.17.10
Biogás em ETAR

 

Conheça a Sotecnisol Power & Water  aqui.

 


Tem alguma questão que gostasse de nos colocar?

Contacte-nos!

Envie um email para geral@sotecnisol.pt , colocando «Blog» no campo Assunto.